anima – um projecto (a retomar?)

by fundação velocipédica

foi estreado na queda do século XX… mandrágora avançou com a poesia experimental portuguesa- a da década de 60
e
com uma linguagem, na sua raiz, teatral… semearam-se letras, na esperança da germinação da palavra
e
percorreram-se os textos dos poetas: Ana Hatherly, Alberto Pimenta, António Aragão, Liberto Cruz, Jaime Salazar Sampaio, José Luis Luna, Fernando Aguiar, Almeida e Sousa, E. M. Mello e Castro, Salette Tavares, José Alberto Marques…
a banda sonora foi de Carlos Bechegas.
a encenação de: Almeida e Sousa
e os actores: Beliza e Bruno Vilão

foram estes os poemas da acção:
0. Grelha Vocálica – Liberto Cruz
1. Diplomacia – Abílio-José Santos
2. Litote – Ana Hatherly
3. Pouca Terra – José Luis Luna
4. Problemática da Dificuldade – Fernando Aguiar
5. Variação XI – Ana Hatherly
6. Não Sim – E. M. Melo e Castro
7. His Master’s Voice – Alberto Pimenta
8. Vem – António Aragão
9. Pêndulo – E. M. Melo e Castro
10. Escada – Jaime Salazar Sampaio
11. Tranparência – E. M. Melo e Castro
12. Não Perca o Cabelo – Almeida e Sousa
13. Ainda que – Jaime Salazar Sampaio
14. Falo – Salette Tavares
15. Velegrama – Liberto Cruz
16. Homeóstato – José Alberto Marques
17. O Menino Ivo – Salette Tavares
18. Guarda Chuva – Almeida e Sousa
19. bendito bem dito – Abílio-José Santos
20. Errata – Fernando Aguiar
21. Simetria – Alberto Pimenta

quase 15 anos depois… retomar a aventura…? uma possibilidade.

Anúncios